sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Arte, design e Embalagem (caso Piraquê)

Embalagens Piraquê foram mudadas!

 

Existe algum crime em mudar embalagens de uma linha de produtos?

 

Dependendo da forma que as coisas são feitas, pode-se se tornar um crime ou não!

 

Acho que da forma que a Piraquê fez a mudança de suas embalagens pode acabar se tornando um case como Caninha Pitu, Leite Moça... entre tantos outros. Que em determinado momento tiveram suas vendas diminuídas, perderam mercado, e tiveram que desprender um grande esforço para reconquistas seus clientes, quando conseguiram.

 

Mudar embalagens que são ícones de mercado não é uma ação fácil, ainda mais quando estamos tratando com trabalhos que foram, e ainda são considerados obras de arte. Neste caso um trabalho desenvolvido por Lygia Pape, um dos maiores nomes da arte contemporânea brasileira, junto com Hélio Oiticica, Ligia Clark, Amilcar de Castro e Frans Weissmann, todos participantes do movimento neoconcreto.

 

Assim me questiono se essa foi à melhor alternativa para mudança da embalagem?

 

Ícones de mercado devem ser tratados assim?... Como nós vamos identificar nossos produtos nas prateleiras?... Alguém nos avisou sobre isso?... E o tratamento dado as “obras de arte”(as embalagens anteriores)?...

 

Essas são perguntas que nós designers devemos nos fazer antes de entrarmos no desenvolvimento de projetos de embalagens emblemáticas, que povoam a vida de algumas gerações de clientes de alguns produtos.

 

“A embalagem do líder de mercado não muda evolui.” (Mestriner, Design de Embalagem – Avançado)

 

Isto tudo para que na se caia numa questão de gosto, ou achismo, mas para que se tenha principalmente respeito pelo bom trabalho, pela boa embalagem e pela história do produto em si, que são patrimônios do fabricante. Pois o designer de embalagem deve zelar pela imagem do produto, respeitando a identidade do produto e fabricante, sem que sua história se perca, isso sem nos esquecermos do impacto que esse tipo de mudança pode proporcionar no desempenho do produto no mercado.

 

Acho que faltou no mínimo tato para se fazer essa mudança, torço que para que seja lançada uma linha com o layout “clássico”, para que Lygia Pape e os consumidores sejam respeitados.

 

Abraços.

 

José Eduardo Tavares

Não deixem de comentar.

 

Matéria informada por: Leandro Sanges

Fonte: Pitadinhas

 

 

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Adorei!

Hahahahahahahahaha! Muito bom!

José Eduardo Tavares

Meus parabéns a todos nós!

Hoje é comemorado o dia do Designer, toma-se essa data (05 de Novembro) como referência devido ao nascimento de um dos maiores designers de nosso país, Aluísio Magalhães (1927 – 1982).

Alcançou sucesso em seus escritório de design M+N+P, que depois vem a se chamar PVDI, produziu grandes projetos como a marca da Petrobras. Teve como sócios nomes como: Luiz Fernando Noronha, Artur Lício Pontual, Joaquim Redig e Rafael Rodrigues.

Foi também membro fundador d'O Gráfico Amador, uma private press que, através de suas experiências tipográficas, teve influência significativa sobre o moderno design gráfico brasileiro.

Aluísio se destacou não somente no plano do design, mas também como político, pois foi Secretário Geral Ministério da Cultura, também fez parte do corpo técnico do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e na educação sendo fundador e professor na ESDI (Escola Superior de Desenho Industrial do Rio de Janeiro).

Que a criatividade e o bom gosto nunca nos falte!

Abraços.

José Eduardo Tavares

PS: para os que tiverem possilidade de acesso, os laudos técnicos de Aluísio no IPHAN são verdadeiras obras de arte.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Inovação sem apelação!

Desenhado por Alex Creamer, um estudante do Reino Unido, o NYC Spaghetti.

 

 

Olha que barato essa embalagem!

 

Faz uma escultura com o produto! Caramba muito maneiro!

 

Inovou sem apelar, somente com recurso de cartonagem, muito F...era.

 

 

José Eduardo Tavares
Senior Package Developer

 

 

Contribuição: Leandro Sanges

Fonte: Marketing na Cozinha

Curso de Desenvolvimento de Embalagem

Caros colegas,
A Universidade Estácio de Sá me proporciona novamente o prazer de ministrar o Curso de Desenvolvimento de Embalagem no projeto de Cursos de Férias.
Até o momento temos previsão para duas turmas, uma no campus Akxe (Barra da Tijuca) e outra no campus Presidente Vargas (Centro do Rio).
Assim, os colegas que se interessarem podem acessar o site para maiores informações.




















Abraços.

José Eduardo Tavares
Senior Package Developer

O Mundo sem Embalagem

É minha gente como seria o mundo sem a embalagem!

Alguém tem noção de como seria essa realidade...

Vejam um exemplo.



José Eduardo Tavares

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

A sutileza do pensamento...

Amigos,

os que me conhecem mais de perto sabem que gosto de citações e vez por outra distribuo uma pérola... hoje compartilho com vocês.

“A sutileza do pensamento consiste em descobrir a semelhança das coisas diferentes e a diferença das coisas semelhantes.”

Charles de Montesquieu, (1689 — 1755), foi um político, filósofo e escritor francês. Ficou famoso pela sua Teoria da Separação dos Poderes, atualmente consagrada em muitas das modernas constituições internacionais.

José Eduardo Tavares

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Novelprint desenvolve bula e lacre com fitilho

O desafio de encontrar um fornecedor que integrasse a bula e o lacre de segurança nas embalagens de cinco produtos da marca Yani Caan não foi uma tarefa difícil para Silvia Costa, diretora da Segn Indústria de Produtos de Higiene Pessoal. A empresa acaba de lançar uma linha de barras de banho para a higiene do corpo e cabelo com matérias-primas orgânicas provenientes da Floresta Amazônica. As diferentes versões do produto se apresentam em uma embalagem inovadora feita de Tyvek – material 100% reciclável, com bula e lacre desenvolvidos pela Novelprint.

Para Silvia, o desenvolvimento das duas soluções – com a adição do fitilho – em uma só peça vem ao encontro da filosofia da empresa. “Esse lançamento envolve várias inovações em torno do produto e a embalagem felizmente também acompanhou a evolução”, comenta a diretora. A empresa optou pela
Novelprint, quando percebeu o diferencial de expertise do fornecedor. “Como os produtos reúnem diversos elementos e função, era preciso adicionar uma bula que não tivesse contato direto com a barra, e resolver a questão do fechamento da embalagem. Encontrei todas essas soluções em um só lugar”, lembra Silvia.

 

Fonte: Online News 26.10.2009

 

José Eduardo Tavares

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Chandon: cooler para o final de ano

A Chandon apresenta um kit especial de final de ano para seu espumante, batizado de Chandon Cooler Pack. Com duas garrafas de Chandon Réserve Brut, o estojo possui uma embalagem impermeável de papel cartão que se transforma em um balde de gelo, para manter as garrafas na temperatura ideal para o consumo.

 

Fonte: Newsletter | 192 | Notícias e informações sobre o mercado de embalagens

 

José Eduardo Tavares
Senior Package Developer

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Black Label Special Edition

Johnnie Walker Black Label, a famosa marca de Scotch whisky, completa neste ano seu centésimo aniversário.

Para comemorar lançou uma embalagem para colecionadores.

Que faz jus a toda a sua qualidade e tradição!

Uma bela embalagem para um produto fabuloso, para aqueles que apreciam como eu, é claro.

 

Abraços.

José Eduardo Tavares

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

"Rotulagem aplicável a alimentos"

A ABRE sempre apresenta ótimas iniciativas e hoje nos brinda com material de qualidade!

Dessa vez a informação é fruto de uma parceria com a Food Design.

 

Pode apreciar e comentar!

 

José Eduardo Tavares

 

 

 

A ABRE, em parceria com a Food Design, elaborou um guia, de cunho informativo, sobre “Rotulagem aplicável a alimentos” de cunho informativo. O material foi compilado pela Food Design que responderá as dúvidas sobre aplicabilidade das legislações.
Acesse
www.abre.org.br/rotulagem.php e saiba mais!

 

Fonte: Online News 05.10.2009

 

 

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Brasil continua líder em reciclagem de latinhas

Há oito anos consecutivos o Brasil é o país que mais recicla latas de alumínio no planeta.

Esse é um grande dado, importante para economia e poderia ser um bom indicador da presença de uma consciência ecológica de nossa sociedade, porém, a ecologia nesse momento não é o maior beneficiário. Temos esse número expressivo, devido a um grande número de pessoas que a renda familiar depende da coleta destas latas e de outros resíduos, tais como, papel, pet, aço... a ecologia é um beneficiário secundário nessa questão. Esse resultado se dá principalmente pela má distribuição de renda de nosso país, o que é uma pena. O planeta sonha com a continuidade desses resultados, porém, com outras motivações na sua base.

 

Vejam a matéria completa em http://www.embalagemmarca.com.br/panorama.

 

Fonte: Newsletter | 190 | Notícias e informações sobre o mercado de embalagens

 

Aguardo seus comentários.

 

José Eduardo Tavares

 

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Utilidade Pública

Vale visitar o site, conhecer um pouco mais sobre o assunto e assinar o manifesto!

 

A doença é muito séria, o custo de tratamento é muito alto e nem todos tem possibilidade de adquirir o tratamento.

 

Participem!

José Eduardo Tavares

 

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Novas bulas em medicamentos

No dia 9 de setembro, um novo regulamento foi publicado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para atualizar as regras quanto à elaboração de bulas de medicamentos.

Segundo a Agência, a nova Resolução (RDC 47/09) tem o objetivo de facilitar o entendimento do consumidor, melhorar a visibilidade dos textos e evitar enganos na prescrição e na utilização de medicamentos.

Nesse contexto, vale a pena destacar o artigo 31 do Código de Defesa do Consumidor (CDC):

“A oferta e a apresentação de produtos ou serviços devem assegurar informações corretas, claras, precisas, ostensivas e em língua portuguesa sobre suas características, qualidades, quantidades, composição, preço, garantia, prazos de validade e origem, entre outros dados, bem como sobre os riscos que apresentam à saúde e à segurança dos consumidores.”

Seguindo essa diretriz e atendendo à referida RDC, as novas bulas de medicamentos trarão informações mais claras e objetivas, e conteúdos padronizados.

A norma entrará em vigor no prazo de 180 dias, contados a partir da data de sua publicação. Na prática, as novas bulas estarão no mercado a partir de março do próximo ano e apenas em 2011 estará finalizada a padronização das bulas de todos os medicamentos.

A seguir, destacam-se as principais alterações trazidas pela Resolução, que deverão facilitar a vida dos consumidores.

– Bulas para pacientes: haverá uma bula exclusivamente dirigida ao paciente, a qual será organizada na forma de perguntas e respostas, e deverá conter apenas informações sobre a apresentação do medicamento que a acompanhar, de acordo com o roteiro abaixo:

1. Para o quê este medicamento é indicado?

2. Como este medicamento funciona?

3. Quando não devo usar este medicamento?

4. O que devo saber antes de usar este medicamento?

5. Onde, como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

6. Como devo usar este medicamento?

7. O que devo fazer quando eu esquecer de usar este medicamento?

8. Quais são os males que este medicamento pode me causar?

9. O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

– Tamanho da letra: haverá um aumento no tamanho da letra nos textos da bula, para facilitar a leitura.

Diz a RDC 47/09: “A letra Times New Roman, não condensada e não expandida, com tamanho mínimo de 10 pontos, torna-se obrigatória para todas as bulas. O espaçamento entre as letras deve ser de no mínimo 10% e, entre as linhas, de 12%. Já as colunas de texto devem conter, no mínimo, 80 mm, com texto alinhado à esquerda.”

– Regra única: deve ser observada por todos os tipos de medicamentos (alopáticos, homeopáticos, fitoterápicos, genéricos, entre outros).

– Embalagens múltiplas: deverão ter uma bula acompanhando cada unidade de embalagem primária.

– Alerta de doping: informações quanto à potencialidade do medicamento causar doping passarão a ser obrigatórias, conforme norma do Comitê Olímpico Internacional (COI).

– Idade mínima: haverá informação sobre a idade mínima necessária para que o medicamento possa ser usado com segurança.

– Formato Braile: os fabricantes devem disponibilizar, gratuitamente, bulas em formato braile mediante solicitação de pessoa física portadora da deficiência visual. Além disso, os sites das empresas fabricantes deverão disponibilizar bulas em formato digital passível de conversão em áudio e em fonte ampliada, e os SACs deverão efetuar a leitura da bula quando isto for solicitado por consumidor portador de deficiência visual.

– Acesso eletrônico: as “bulas-padrão” estarão disponíveis em meio eletrônico, no site da Anvisa (www.anvisa.gov.br), permitindo que profissionais de saúde e pacientes tenham acesso a informações corretas e atuais sobre os produtos.

 

Fonte: Cosmetics & Toiletries,n° 23, setembro/outubro de 2009

José Eduardo Tavares

 

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Também vale dar uma olhadinha em arte!

(Garden of Earthly Delight)

Óleo sobre madeira (220 × 195 cm) 1500

Museu Nacional do Prado, Madri

 

Jheronimus Bosch (1453 – 1516) – artista devoto e ligado a Igreja Católica na idade média. Diferencia-se dos seus contemporâneos pelo tom mais claro e “agressivo” de suas obras, que destacam o pecado e a tentação, porém mantém a característica didática das obras de arte daquele momento, que estão principalmente ligadas aos preceitos da Igreja de Roma.

 

Na minha visão arte e design de embalagem em vários momentos se encontram e tem os mesmo propósitos.

Então a paritr de hoje vou tentar trazer algumas obras de arte para mesclar um pouco dos dois assuntos e buscar seus pontos de contato.

Podemos começar com Bosch, ele se destacou principalmente pela sua questão autoral, conteporâneo de van Eyck, porém, com estilos opostos. No caso a missão de Bosch era catequisar a grande massa católica que assistia as missas, mas não sabiam ler nem entendiam o latim.

A questão didatica de suas obras é exemplar, uma aula de comunicação, uma obra bem direcionada e formadora de opinião.

Tudo que uma embalagem busca fazer hoje, capturar o olhar do consumidor e informar, porém hoje é necessário ser rápido e preciso.

 

Gostou!? Não gostou!? Faça seu comentário.

 

José Eduardo Tavares

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Garrafa Verde

Brandimage cria garrafa de água ecologicamente correta

 

Para minimizar os danos causados pelas embalagens de plástico ao meio ambiente, a empresa americana Brandimage criou a 360 Paper Water, uma garrafa de 350 ml feita de papel 100% reciclável.

Todos os dias, 60 milhões de garrafas plásticas vão para o lixo nos Estados Unidos. Elas demoram cerca de 400 anos para se decompor, o que causa grande impacto ecológico no meio ambiente. No Brasil, os números são menores, porém não menos significativos. São 30 milhões de embalagens PET jogadas fora diariamente, o que resulta, segundo pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), em um desperdício de US$ 6 bilhões por ano.

Para minimizar o problema, a empresa americana Brandimage criou a 360 Paper Water, uma garrafa de 350 ml feita de papel 100% reciclável. O produto pode ser facilmente empilhado e vem nas cores rosa, azul, verde, amarelo e bege.
Além disso, as garrafas são impermeáveis por dentro, o que evita que o líquido danifique a parede interna. Um prático sistema de fecho transforma o lacre de abertura em tampa

 

Fonte: Marketing na Cosinha

 

Contribuição: Leandro Sanges

 

 

Gente vale visitar o site da Brandimage!

 

José Eduardo Tavares

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Embalagem de DVD Show!

Queridos, essa não precisa nem muitos comentários!!!

 

É olhar, refletir e aprender com os caras da Nexus Productios de Londres.

 

Abraços.

 

José Eduardo Tavares

 

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Um pouco de arte para abrir o final de semana!

Um pouco de arte, um pouco de protesto... muita, mas muita criatividade e ousadia.

 

BLU é um grupo de artista italianos que anda pelo mundo fazendo sua arte.

 

Este trabalho aconteceu em Grottaglie no Fame Festival no final agosto deste ano.

 

Só para contextualizar, Grottaglie é uma cidade com uma história rica, que tem suas

raízes no paleolítico, e hoje é uma espécie de Cubatão italiana, segundo o site

designboom.

 

Apreciem o site do BLU achei muito bom!

 

José Eduardo Tavares

Brasil terá padrão único de RFID

Exemplo de Tag RFID

 

O Ministério da Ciência e Tecnologia apresentou um projeto, em parceria com o Ministério da Fazenda, para criar um padrão único no país para uso de etiquetas RFID (identificação por radiofreqüência), as etiquetas inteligentes. Os dois ministérios e as secretarias de fazenda estaduais assinaram acordo de cooperação para a criação do Sistema de Identificação, Rastreamento e Autenticação de Mercadorias, o Brasil-ID.

Um sistema único facilitaria às empresas comprovarem que estão emitindo notas-fiscais de todos os produtos que fazem circular no país e, por outro lado, daria aos órgãos arrecadadores uma ferramenta a mais para combater a sonegação de impostos.

O chip RFID que poderá ser incorporado nos materiais dos produtos manufaturados no Brasil, em cartões, em embalagens e em papel. O chip RFID brasileiro também poderá ser utilizado para a identificação, rastreamento e transporte de documentos fiscais.

A implementação do projeto começa através de uma fase piloto em alguns Estados selecionados para esta fase inicial. Nesses Estados, as empresas estão se organizando com as Secretarias de Fazenda para experimentar a tecnologia dentro de um exercício real que cobre toda a cadeia de manufatura, de distribuição e venda de produtos.

 

Fonte: Newsletter | 187 | EmbalagemMarca

 

Estar na ponta em relação a tecnologia normalmente é interessante.

Porém, é necessário que a iniciativa esteja alinhada com as políticas

das entidades internacionais que se destinam a padronizar estas

novas tecnologias, tal como a GS1. Para que não fiquemos isolados

e nossos produtos tenham dificuldade de aceitação devido a uma

tecnologia própria.

 

José Eduardo Tavares

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Criatividade

Manteiga Express

 

Um amigo me apresentou e achei muito bom.

Aquela coisa né! Saber aproveitar boas experiências em outros nichos de mercado.

O bom e conhecido sachet em um novo momento!!!! Bonella ñam!!

O desenvolvimento participou do EnVase Chile, promovido pelo Ministério da Economia Chileno.

Para maiores informações clique aqui.

 

Leandro valeu pela contribuição!!!!

 

José Eduardo Tavares

 

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Em parceria com a Coca-Cola, a IP (Internacional Paper) lança copos "verdes"

A IP (International Paper) fechou uma parceria com a Coca-Cola para lançar uma nova linha de copos compostáveis, a Ecotainer, nos Estados Unidos.

Especialmente desenvolvidos para acondicionar refrigerantes comercializados no sistema post-mix, os copos, de papel, recebem um revestimento anti-umidade de bioplástico, que possibilita que eles sejam compostados juntamente com material orgânico. De acordo com a International Paper, os copos são certificados pelo Biodegradable Products Institute (BPI), entidade que atesta a biodegradabilidade de produtos.

A linha Ecotainer é fabricada nas unidades industriais de soluções para food service da International Paper em Ohio e na Califórnia, nos Estados Unidos, e em Cheshire, no Reino Unido. Segundo a International Paper, a iniciativa com a Coca-Cola começará nos próximos meses, sem data definida.

 

Fonte: Newsletter | 178 | Notícias e informações sobre o mercado de embalagens

 

José Eduardo Tavares

 

quarta-feira, 8 de julho de 2009

De olho no cobiçado consumidor jovem



Com a segmentação dos mercados e a concorrência livre, cada vez mais se trabalha direcionado a um determinado público alvo. No caso dos produtos direcionados a público jovem fica clara a necessidade de interação com outras mídias, a necessidade de dinamismo, a inovação... Podemos verificar isso no depoimento de colegas de várias empresas, que são referência no mercado. Para chegar aos melhores resultados utilizam uma série de ferramentas e metodologias, como podemos verificar no ótimo artigo da Pack.



Boa leitura!



Fonte: Online News 06.07.2009 - ABRE



José Eduardo Tavares


sexta-feira, 3 de julho de 2009

Desenvolvimento de Embalagem - Curso Básico

Queridos,

Estarei ministrando na Estácio de Sá o curso de Desenvolvimento de Embalagem – Curso Básico, na unidade Tom Jobim nos dias 13, 15, 20 e 22 de Julho das 8 as 12 h.

Aos que se interessarem, as inscrições podem ser feitas pela web.

Abraços.

José Eduardo Tavares

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Desenvolvimento de Embalagem para Indústria Farmacêutica

No último dia 27 finalizamos o treinamento de Desenvolvimento de Embalagem na ABF (Associação Brasileira de Farmacêuticos) aqui no Rio de Janeiro, turma esta que foi iniciada no dia 20 de junho. Agradeço a oportunidade que a ABF nos proporcionou. Fiquei muito satisfeito com a presença de todos, a participação da turma foi fundamental para o bom aproveitamento do treinamento. Contamos com a presença de colegas de Daudt, Fiocruz (Farmanguinho), Mantecorp, Farmoquímica (FQM), TheraSkin, Apsen entre outros.

 

Este espaço fica aberto a todos, que participaram do treinamento ou não, para comentários sobre os artigos postados e para futuras questões a serem abordadas.

 

Abraços a todos.

 

José Eduardo Tavares

 

Façam seus comentários!

 

quarta-feira, 1 de julho de 2009

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Michel Bergeron - O que acontece por ai!!!

Michel Bergeron

I am a creative director, a manager and an educator. I specialize in the areas of strategic product direction and branding, trends analysis, and anthropology. I have a keen understanding of the dynamic between marketing and design, and the resulting brand assimilation into culture. I have used this knowledge to successfully acquire market share. I have been recognized for my ability to meet corporate objectives and my skills in communicating with and inspiring creative teams.

 

Para o designer um dos maiores prazer é olhar!

Então e só apreciar.

Abraços.

José Eduardo Tavares

 

Diretrizes de Sustentabilidade para a Cadeia de Embalagem e Bens de Consumo

O comitê de Meio Ambiente e Sustentabilidade da ABRE (Associação Brasileira de Embalagem), lançou mais um documento, uma cartilha de Sustentabilidade para a Cadeia de Embalagem e Bens de Consumo. Anteriormente o comitê já havia lançado os seguintes documentos: A Rotulagem Ambiental Aplicada a Embalagem e a Cartilha Embalagens e Aspectos Ambientais.

 

A cartilha de Sustentabilidade para a Cadeia de Embalagem e Bens de Consumo está calcada sob as bases do ECODESIGN (Design for Environment), que esta alinhada aos conceitos de sustentabilidade que já abordamos no post Brasken e Cromex anunciam parceira.

 

Considero esse documento muito importante não somente pela sua qualidade, mas principalmente, pela tomada de posição de uma entidade respeitada que representa o setor de embalagem fortemente no Brasil.

 

Os documentos mencionados acima estão a disposição na página da ABRE.

 

Boa semana a todos.

                                      

José Eduardo Tavares

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Reciclagem: cacos valiosos

No Brasil, são produzidas anualmente mais de um milhão de toneladas de embalagem de vidro, segundo a Associação Técnica Brasileira das Indústrias Automáticas de Vidro (Abividro). Desse montante, 47% vão para reciclagem. "Comparando com outros países, esse número é bom. O maior índice é da Suíça, que recicla 95% do que produz", destaca Stefan Jacques David, consultor de reciclagem da entidade. No entanto, para que o Brasil alcance o país europeu, ainda é preciso juntar muitos cacos.

A maior concentração de países com altos índices de reciclagem do vidro está na Europa. Para David, essa é uma questão de educação ambiental "e de consciência das benesses da prática de reciclagem." Outro fator apontado pelo consultor é a questão política. "Se tivéssemos uma legislação brasileira que regularizasse a reciclagem, poderíamos aumentar esse percentual. Devemos levar em conta que outras nações têm legislação e preocupação ambiental", pontua.

O reuso do vidro na fabricação de novas embalagens movimenta uma indústria expressiva no Brasil e fortalece os três pilares da sustentabilidade: o econômico, o ambiental e o social.

De acordo com a Abividro, o ciclo da reciclagem de vidro já é muito rentável para a indústria, que chega a economizar até 12% em água e energia. Na fabricação de embalagens , o caco pode diminuir em até 95% a quantidade de insumos para a fabricação do vidro. Outras vantagens da reciclagem são: a menor emissão de gás carbônico (CO 2 ) na atmosfera pelas fábricas e a ampliação da vida útil dos aterros sanitários.

"O caco de vidro é um item que ajuda a economizar bastante na fabricação de embalagens ", afirma Wagner Sabatini, chefe de desenvolvimento de reciclagem da Saint-Gobain Embalagens . A multinacional produz em território brasileiro 300 toneladas de produto acabado por dia, dos quais 80% vão para o segmento de bebidas. Sabatini orgulha-se em dizer que, em média, 50% da fabricação da Saint-Gobain é feita com caco de vidro, o que gera à companhia uma economia de energia e água de até 12%.

A Abividro estima que no ano passado 9% das embalagens de vidro consumidas ficaram retidas nas casas dos consumidores finais. "Essa porcentagem representa as embalagens descartáveis que não são usadas de forma inteligente, como os potes de geléia", exemplifica o consultor de reciclagem da entidade. Mas esse não e o maior problema enfrentado pela indústria do vidro.

“Atualmente, a entidade e toda a cadeia lutam para conter o mercado informal, que usa 24% das embalagens de vidro indevidamente na falsificação de destilados e bebidas em geral, perfumes e outras formas ilegais. A long neck , por exemplo, tem sido muito usada para envase de tubaínas e sucos de caju no nordeste. Ela foi feita para ser descartável, é reciclagem one way . Também temos casos dessas embalagens sendo usadas para envase de cachaça", denuncia David.

"O Brasil é um bom reciclador do vidro, mas precisa cuidar do reuso indevido das embalagens ", alerta Wagner Sabatini. "Estamos sempre orientando sobre a falsificação de bebidas e perfumes".

Um outro problema em pauta na indústria do vidro é a falta de material para reciclagem. "Nossa indústria está engajada na questão da reciclagem porque sabe que muitas pessoas vivem de recolher esse material", garante o representante da Abividro. "Hoje temos falta de matéria-prima", sentencia Wagner Sabatini da Saint-Gobain . "Desde janeiro de 2009 registramos uma queda de 12% no recebimento de cacos".

Para reverter o quadro negativo de captação do reciclável, empresas e entidades ligadas ao setor estão incentivando cooperativas e catadores por meio de campanhas. Para se reciclar o vidro não é preciso equipamento especial. Basta quebrar a embalagem em cacos separados nas cores âmbar, verde ou branco e formar o que se chama de "bolo". O vidro não pode estar misturado a outros materiais como alumínio, cerâmica, pedra etc. O "bolo" separado é enviado para a usina de composição na forma de matéria-prima para a indústria vidreira.

Como se vê, o desafio é fazer as pessoas descartarem o vidro corretamente e retorná-lo à cadeia.

 

Fonte: Pack, nº. 142, junho de 2009

José Eduardo Tavares

 

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Medicamento contra calvície tem novas embalagens

Mais um sinal do quanto vale a pena investir em embalagem.

A embalagem diferenciada salta aos olhos, marca sua presença e se fixa na memória dos clientes!

Bom trabalho!

 

José Eduardo Tavares

 

 

Buscando o alinhamento global da marca Regaine (minoxidil), a Johnson & Johnson altera as embalagens do medicamento indicado para o tratamento da calvície e aposta em apresentações coloridas para os novos layouts. O design das embalagens é da Art Contrast.

 

Fonte: EmbalagemMarca - Newsletter | 175 |